Acesse o Portal CIIC

Obras literárias selecionadas, pelo EIC, para leitura

Anos Iniciais

 

1º EF I

 

Cornavaca, Adalberto. Amigos, muitos amigos. Ed. Paulus, 2017.

“Amigo é coisa pra se guardar, debaixo de sete chaves, dentro do coração…”.

A letra dessa música de Milton Nascimento e Fernando Brant nos fala daquele amigo que é uma joia rara, um verdadeiro tesouro. Esse é o amigo que vale a pena ter, aquele que se compraz em compartilhar, em ajudar, em nos alegrar. Este livro tem várias manifestações de amizade representadas por animais. Foi feito assim para ficar mais divertido e servir de inspiração para os relacionamentos que vamos estabelecendo pela vida desde a infância.

 

 

 

Rocha, Ruth. O bairro do Marcelo. Ed. Salamandra, 2019.

Você já conhece a turma do Marcelo. São crianças simpáticas e espertas, parecidas com você e seus amigos. Também conhece João, dona Laura e a Aninha, que formam a família do Marcelo. Neste livro você vai fazer um passeio pelos principais estabelecimentos comerciais que ficam no bairro onde Marcelo mora, nos quais ele e sua família compram tudo de que precisam. E, no final, vai se divertir com as brincadeiras preparadas especialmente para você.

 

 

 

 

Oom, Ana. A cigarra e a formiga. Ed. FTD, 2014.

Enquanto a formiga trabalha incansavelmente para estocar comida para o inverno, a cigarra só descansa e brinca, sem se preocupar com o futuro.

 

 

 

2º EF I

 

Fox, Mem; Vivas, Julie. Guilherme Augusto Araújo Fernandes. 14. Ed. Brinque-Book, 1984.

 

Este título é o nome do personagem, que era vizinho de um asilo de idosos, todos seus amigos. Mas era de Dona Antônia que ele mais gostava. Quando soube que ela perdera a memória, quis saber o que isso significava e foi perguntar aos outros moradores do asilo. Como resposta, ouve que memória é algo: bem antigo, que faz chorar, faz rir, vale ouro e é quente… Então, monta uma cesta e vai levá-la a Dona Antônia. Quando ela recebe os presentes ‘maravilhosos’, conchas, marionete, medalha, bola de futebol e um ovo ainda quente, cada um deles lhe devolve a lembrança de belas histórias.

 

Silva, Marta Martins da. Maricota e Cocota. 5. Ed. Ed. Cuca Fresca, 2019.

Toda criança gosta de conversar com os objetos que fazem parte de seu dia-a-dia. É numa dessas conversas gostosas que Rafael encontra sua primeira escova de dentes, Cocota, que muito à vontade salta para fora da gaveta toda falante. Nesta manhã, Rafael está sem vontade de escovar os dentes, até que de uma divertida brincadeira com Cocota e Maricota, surgem dentinhos brilhando como estrelinhas. E escovar os dentes torna-se uma grande alegria para Rafael.

 

 

 

 

 

Baum, Frank. O mágico de Oz. Ed. FTD, 2011.

Nessa aventura repleta de magia, Dorothy e seu cão Totó são levados por um ciclone à terra de Oz. Com a ajuda do Espantalho, do Homem de Lata e do Leão, a menina parte em busca da cidade Esmeralda, esperando encontrar o único mágico que pode ajudá-los: o Mágico de Oz. Essa é uma fascinante e maravilhosa história sobre a importância do lar e da segurança da família.

 

 

 

3º EF I

 

Carraro, Fernando. O ABC da solidariedade. Ed. FTD, 2019.

Lívia tem 9 anos e todas as manhãs vai para a escola em companhia do irmão mais velho, Pedro. Certo dia eles encontram um cachorrinho abandonado na rua, e a menina decide ajudá-lo. Com o auxílio de sua família, ela procura pelos donos do cãozinho e, sem saber, coloca em prática os valores Amor, Bondade e Compaixão, que vai aprender no Projeto ABC, proposto por sua professora. O gesto de bondade da menina é filmado pelo dono da banca de jornal, que posta o vídeo nas redes sociais. Com a repercussão, Lívia é convidada a dar uma entrevista para um programa de tevê voltado ao público jovem. Em sua fala, ela transmite uma mensagem sobre o valor da vida e sobre como é prazeroso fazer o bem.

 

 

 

Rocha, Ruth. Fábulas de Esopo. Ed. Salamandra, 2018.

Quem não gosta de uma boa história? Não é à toa que o costume de sentar juntinho e se deixar levar pela voz de um contador faz parte da cultura de todos os povos. Assim são os “recontos” que Ruth Rocha apresenta nesta série: um verdadeiro tesouro da tradição popular de várias partes do mundo. São histórias saborosas e bem contadas, que divertem, ensinam e fazem a imaginação voar.

 

 

 

 

 

Lobato, Monteiro. A Costureira das fadas. Ed. FTD, 2019.

Como num conto de fadas, Narizinho e Emília visitam o Reino das Águas Claras e lá conhecem o Príncipe Escamado, que logo se encanta com a menina do nariz arrebitado. Após o jantar, Narizinho recebe a notícia de que o Príncipe dará uma grande festa em sua homenagem. Para ir à festa, a menina ganha um vestido lindo feito pela famosa costureira das fadas, uma talentosa aranha nascida em Paris que teceu o vestido de baile da Cinderela.

 

4º EF I

 

Carraro, Fernando. O ABC da solidariedade. Ed. FTD, 2019.

Lívia tem 9 anos e todas as manhãs vai para a escola em companhia do irmão mais velho, Pedro. Certo dia eles encontram um cachorrinho abandonado na rua, e a menina decide ajudá-lo. Com o auxílio de sua família, ela procura pelos donos do cãozinho e, sem saber, coloca em prática os valores Amor, Bondade e Compaixão, que vai aprender no Projeto ABC, proposto por sua professora. O gesto de bondade da menina é filmado pelo dono da banca de jornal, que posta o vídeo nas redes sociais. Com a repercussão, Lívia é convidada a dar uma entrevista para um programa de tevê voltado ao público jovem. Em sua fala, ela transmite uma mensagem sobre o valor da vida e sobre como é prazeroso fazer o bem.

 

 

 

Burnett, Frances Rodgson; Machado, Ana Maria. O jardim secreto. 2.ed. Ed. Scipione, 2018.

Órfã, Mary chega da Índia para morar com o tio viúvo em uma propriedade rural da Inglaterra. A princípio deslocada naquele imenso casarão, a menina, aos poucos, explora os arredores e encontra o jardim secreto, onde depara com uma natureza exuberante. Então redescobre o amor, faz vários amigos e ainda devolve ao primo a alegria de viver.

 

 

 

 

 

Yunes, Virginia Maria. Cartas entre Marias: uma viagem à Guiné-Bissáu. Ed. Cuca Fresca, 2018.

“Cartas entre Marias: uma viagem à Guiné-Bissau” é um livro de cartas e fotografas para o público infantojuvenil. Nas cartas trocadas entre duas amigas Marias, uma no Brasil e outra no  país africano,  Guiné-Bissau. Uma riqueza de imagens e de conhecimento que Virginia conseguiu reunir durante o tempo que lá morou e pelo fato de o país ter, assim como o Brasil, o português como idioma oficial. Através do olhar da câmara fotográfica da autora, podemos sentir o pulsar dos corações brasileiros e guineenses, que vai além de povos, crenças, raças e religiões.

 

5º EF I

 

Carraro, Fernando. Compromisso com o bem. Ed. FTD, 2019.

Ansioso com a Feira de Profissões de sua escola, Rafael, um adolescente de 13 anos, conversa com o pai sobre o trabalho de pessoas comprometidas com o bem comum, tema da feira deste ano. Ainda indeciso sobre qual profissão apresentar, Rafael participa de um passeio com sua turma na Semana Santa, e sua decisão fica mais fácil. Na excursão, eles passam a ver a vida de outra maneira: conhecem um abrigo de crianças, um lar de idosos e um albergue, onde ouvem histórias, se divertem e conhecem profissionais que dedicam seu tempo ao bem do próximo, transformando a vida das pessoas. Empolgados com tudo o que vivenciaram, decidem criar uma página na internet para registrar essa experiência e outros assuntos relacionados a ela.

 

 

Lobato, Monteiro. O saci. Ed. FTD, 2019

Em O Saci, Pedrinho se envolve em uma grande aventura. Tudo começa com a curiosidade do menino em conhecer um dos personagens mais encantadores da nossa tradição popular: o saci. Esse personagem do imaginário brasileiro, que tem uma perna só, desperta o aventureiro que o menino tem dentro de si. Com base nas coordenadas fornecidas por Tio Barnabé, Pedrinho decide ir em busca do ser encantado. Após encontrá-lo, o menino se embrenha na floresta e conhece outros seres que acreditava existir apenas em sua imaginação. Nessa aventura, Pedrinho faz descobertas sobre si, sobre o homem e sobre a natureza.

 

 

Caldas, Sérgio Túlio. Com os pés na África. Ed. Moderna, 2016.

Depois de ganhar o grande prêmio em um programa de quiz da televisão, o jovem Tulio joga a mochila nas costas e parte para ver o mundo. O primeiro destino é a África. Em uma terra desconhecida, ele passa por perrengues, faz descobertas, encara riscos e encontra pessoas com valores diferentes dos seus. Enquanto viaja, vai aprendendo sobre história, geografia, natureza e a cultura das regiões que visita. Nessa jornada, o personagem se torna uma importante testemunha dos nossos tempos.

 

6º EF II

 

Jaf, Ivan. A chave de casa. Saraiva.

Ganhar a chave de casa para poder entrar e sair quando quisesse: para surpresa de seus pais, esse foi o presente que Fernanda pediu no seu aniversário de 10 anos. O pedido foi atendido e, numa monótona tarde de sábado, ela sai com o irmão Bruno, de 7 anos, para experimentar o prazer daquela conquista. Porém, depois de se perderem pelas ruas do bairro, os dois acabam ficando presos em um supermercado. Após tentarem, sem sucesso, sair dali, resolvem se adaptar à situação e curti-la como podem. Até uma festa de aniversário eles realizam! No entanto, quando se preparam para dormir, um súbito barulho lhes tira o sono. Mal sabiam eles que, depois de tantas peripécias, a noite ainda lhes reservava incríveis aventuras.

 

 

 

 

Matta, Luís Eduardo. Roubo no Paço Imperial. Ática.

Olga, dois netos e um amigo das crianças vão a uma exposição numismática. Enquanto estão lá, a valiosa “Peça da coroação”, moeda de ouro comemorativa da coroação de D. Pedro I, é roubada. Inconformada com o roubo e com a recusa do proprietário em acionar a polícia, a ex-agente da Interpol Olga resolve colocar suas habilidades profissionais em ação novamente, auxiliada pelos garotos.

 

 

Graipel, Maurício E. Saru : o guerreiro da floresta. 3.ed. Ed. Cuca Fresca, 2018.

Neste primoroso e cativante texto, Mauricio Graipel nos conta a história de Saru, o guerreiro da floresta. A odisséia de Saru, um gambá que vive nos mais variados ecossistemas – desde os urbanos, até a densa Mata Atlântica – desperta em nós essa sensação de pertencimento tão necessária para nos reconectar com o nosso entorno. Uma narrativa que promove tão bem o nosso conhecimento sobre a natureza.

 

 

 

7º EF II

 

Machado, Rodrigo (adapt.). A ilha do tesouro (Robert Louise Stevenson). Ed. FTD

O capitão Bill pediu a Jim Hawkins que ficasse de olho caso aparecessem marujos com uma perna só. Certo dia, surgiu um pirata com essa característica, matando de susto o comandante e fazendo Jim herdar um mapa do tesouro. A partir daí, Jim começa sua jornada e vive uma surpreendente aventura.

 

 

 

Aguiar, Luiz Antônio (adapt.). Moby Dick (Hermann Melville). Ed. FTD, 2016.

Na primeira metade do século XIX, a caça às baleias era um negócio altamente lucrativo. O jovem Ishmael, querendo conhecer mais dessa prática, embarca no Pequod. Lá ele conhece o capitão Ahab, que passa os dias alimentando-se dos sonhos de vingança contra a baleia albina Moby Dick. Esta narrativa, que atravessou o tempo, trata de questões humanas como o ódio do capitão Ahab, o respeito e a amizade, na figura de Queequeg, e temas tão atuais quanto a exploração dos recursos naturais até seu esgotamento.

 

 

 

Binder, Hannes; Testnizer, Lisa. Irmãos pretos. Ed. SM

Giorgio mora em Sonogno, no Cantão de Ticino, região italiana da Suíça. Ele tem 13 anos, e sua história se passa em 1838. Afetada pela miséria em decorrência da seca, a família do garoto o vende para trabalhar em Milão como limpador de chaminés. Lá, em regime de escravidão, Giorgio é forçado a viver situações de extremo perigo.

 

 

 

 

 

Leather, Sue. Ask a friend. Ed. Standfor.

Aisha é uma refugiada da Síria que está numa cidade fria do Canadá. Mas quando ela conhece Janie na escola, encontra uma amiga com quem pode compartilhar seu amor por computadores.

 

 

Vicary, Tim. Titanic. Ed. Oxford

On a quiet sea, the biggest ship in the world is waiting. There is no noise from the engines. Up in the night sky there are hundreds of stars. Behind the ship, an iceburg – a great mountain of ice – goes slowly away into the black night. In the beautiful first-class rooms, rich passengers eat and listen to music. Down in the third-class cabins, families sleep.An exciting new life is waiting for them in America. But for many of the people in this small ‘city on the sea’, this is their last night alive…

 

 

 

 

Césaris, Delia de; Andrade Telma. Iván, el terrible. Ed. Santillana

¿Ya escuchaste algunas de aquellas historias de aventuras tan exageradas que parecen mentira? ¿Ya añadiste una pizca de emoción al narrar una experiencia personal que no te parecía muy interesante?Entonces llegó el momento de que conozcas a Iván ,el terrible, y descubras por qué nuestras mayores aventuras ocurren en el corazón. Este libro trabaja algunos temas transversales como ética y ciudadanía.y otros temas como – fromación de identidad, familia, y aceptación por parte de un grupo.

 

 

Sved, Rob. Pocahontas. Ed. Edelvives.

Uma menina nasce em uma aldeia indígena norte-americana. Ela é filha do grande chefe Powhatan e as pessoas lhe dão o nome de Pocahontas. … Pocahontas ainda é uma jovem quando os primeiros colonizadores chegam da Europa. Seu pai quer guerra contra os colonos, mas ela está curiosa.

 

 

8º EF II

 

Maldonado, Maria Tereza. A face oculta. Editora Saraiva.

Humilhação, hostilidade, ataque, difamação e covardia é uma fórmula que tem nome: bullying ou cyberbullying. Luciana sabe bem o que é isso. Ela fica até altas horas em seu computador, trocando mensagens com muitos amigos de sua rede de relacionamentos e interagindo com outros usuários de jogos online. Acha a realidade virtual muito mais interessante do que o “mundo real”. No entanto, quando Marcelo a escolhe como alvo e começa a bombardeá-la com mensagens ofensivas pelo celular e pelo computador, Luciana fica transtornada, sem saber como agir com esse inimigo desconhecido. A situação se agrava no colégio quando Leonardo envolve Marcelo na prática do cyberbullying para difamar Henry, outra vítima desse tipo de afronta. Luciana e Henry são as vítimas. Leonardo e Marcelo, os agressores. Quem vai tomar uma atitude para coibir essa guerra?

 

 

 

Maldonado, Maria Tereza. A face oculta. Editora Saraiva.

Andrade, Tiago de Melo. O ovo do elefante. Ed. Melhoramentos.

Badu é uma menina africana que nasce princesa, mas tem sua tribo dizimada por causa de um enorme diamante que fora encontrado naquelas terras. A história conta sua saga, desde que é separada da mãe e do pai até tornar-se rainha do Quilombo do Encantado. Badu passa por aventuras e experiências difíceis, torna-se escrava no Brasil e é em terras brasileiras que realiza seu maior feito: fundar um quilombo para proteger dos horrores da escravidão as crianças negras.

 

Jaf, Ivan. Dona Casmurra e Seu Tigrão. Ed. Ática

Barrão é lutador de jiu-jítsu: passa os dias na academia esculpindo os músculos. Impulsivo e ciumento, ele entrou numa fria: agrediu um homem com quem imaginava que a namorada o traía. Por isso, perdeu a namorada, a confiança dos pais e responde a inquérito policial. Para piorar, vai muito mal no colégio e corre o risco de levar bomba. Mas talvez ele ainda consiga limpar a própria barra lendo Dom Casmurro, célebre romance de Machado de Assis e assunto da prova de fim de ano. Para enfrentar esse desafio, Barrão vai contar com a ajuda de Lu, uma estagiária zangada e esquisitona que trabalha na biblioteca do colégio. Juntos, eles lerão o clássico machadiano sobre o ciúme, aprendendo algo sobre a dinâmica desse sentimento em relação à estrutura social do Brasil no século XIX.

 

 

 

Fitzgerald, F. Scott. The curious case of Benjamin Button. Ed. Standfor.

Benjamin Button nasceu velho. Com o passar do tempo, ele vai ficando cada vez mais novo, e seu pai não sabe o que fazer. Como isso tudo acabará? O que será que as pessoas vão pensar?

 

 

 

Wilde, Oscar. The Canterville ghost and other stories. Ed. Macmillan.

Três contos de um dos mais perspicazes e populares escritores do século XIX. – Sir Simon é um fantasma que assombra sua antiga casa há centenas de anos. Um dia, a casa é compradapor um americano e o fantasma fica muito irritado, pois não consegue assustá-lo. – Hughie Erskine ama Laura Merton. Mas ele é pobre e não pode casar-se com ela. Um dia, Hughie conhece um mendigo que muda sua vida. – Poderia uma simples leitura de mãos em uma festa levar à tragédia?

 

 

 

 

Dumas, Alexandre. Los Tres mosqueteiros. Ed. Edelvives.

D’Artagnan deixa sua família e parte de sua casa no sul da França para viajar a capital do país e se juntar aos mosqueteiros do rei. Em Paris, ele faz bons amigos, mas também alguns inimigos poderosos e cruéis. D’Artagnan logo descobre como a vida de um mosqueteiro pode ser muito divertida e muito perigosa ao mesmo tempo.

 

 

 

 

 

Alcántara, Ricardo; Gusti. ¿Quien quiere a los viejos? Ed. Edelvives.

Violeta é uma mulher idosa que vive sozinha. Sua única família é Josefina, uma sobrinha que só tem interesse na herança da tia. Mas, com o apoio e o carinho de seus vizinhos, Violeta irá conquistar uma nova vida e descobrir que nunca é tarde para ser feliz.

 

 

9º EF II

 

Martinelli, Tania A. Quero ser belo. Ed. Saraiva.

Priscila e André são obcecados pela beleza física, mas o amor, o respeito e a amizade os ajudam a redirecionar seus valores. Uma busca incessante pelo corpo perfeito, pela beleza que está a toda hora estampada nas capas de revistas. Este é um drama criado pela ditadura das agências de modelo e dos folhetins adolescentes. A obra aborda, de forma objetiva e clara, com uma linguagem ágil e jovem, esse problema atual que atinge muitos jovens de nosso país. Num gostoso ambiente escolar, os heróis desta empolgante história irão descobrir os verdadeiros valores da vida.

 

 

 

Viana, Antônio Carlos (adapt.). Os miseráveis (Victor Hugo). Ed. FTD.

É a história de um homem que, por causa de um erro cometido na juventude, sofreu pelo resto da vida. A saga de Jean Valjean se passa na França, na época revolucionária do final do século XVIII e início do XIX, quando monarquistas e republicanos se degladiavam nas ruas. Um romance com personagens marcantes, como o inspetor Javert, que passa a vida perseguindo Valjean, e Cosette, cuja história de amor enfrenta as inúmeras armadilhas que o destino impõe. Uma obra-prima do Romantismo.

 

 

 

 

Carrasco, Walcyr. Veneno digital. Ed. Ática

A vida de Camila virou do avesso quando seu pai perdeu o ótimo emprego e, por causa da queda no padrão financeiro, a família foi morar em uma cidade no entorno da capital paulista. Mas, depois de tantas mudanças, ela, finalmente, consegue convencer seus pais a matriculá-la em um curso de teatro. Então, parece que tudo começa a dar certo: Camila ganha o papel principal na montagem de Romeu e Julieta e ainda conquista Bruno. Até que fotos comprometedoras vazam na internet… E ninguém acredita nela quando diz serem falsificações. Será que ela vai conseguir recuperar a reputação?

 

 

 

 

Cooper, James. The last of the mohicans. Ed. Macmillan

Uma clássica aventura romântica no oeste norte-americano, nos anos de 1750. Os exércitos da França e da Inglaterra estão em luta. As tribos indígenas participam dessa guerra: os Hurons estão com os franceses; os Mohawks e Mohicans estão do lado dos ingleses. Esta é a história do escoteiro Hawk-Eye e seus amigos índios o último dos Mohicans.

 

 

 

Dumas, Alexandre. The man in the iron mask. Ed. Macmillan.

Na França do século XVII, o ministro das finanças convida o rei, Luis XIV, para uma grande festa com 6.000 convidados, em sua mansão em Vaux. Nessa festa, os mosqueteiros se reunirão novamente: Aramis, Portos e d’Artagnan. Antes, porém, Aramis visita a terrível prisão da Bastilha. Por quê?

 

 

 

 

Dominguez, Ramon Garcia. El diário solidário de Renata. Ed. Edelvives.

Em seu diário, Renata nos conta como ela e seus amigos descobrem que milhões de crianças no mundo não podem brincar e precisam passar o dia trabalhando. Indignados com essa situação, eles decidem procurar uma solução e preparam uma surpresa muito especial para o dia em que a grande Marcha Mundial contra a Exploração do Trabalho Infantil chega à cidade.

 

 

 

Fish, Hanna. Nelson Mandela. Ed. Edelvives.

“Um jovem casal apaixonado se prepara para passar o Natal em casa. Um morador de rua vive perambulando pela cidade de Manhattan, em Nova York. Dois homens tentam ganhar dinheiro fácil no Alabama. Pessoas comuns vivendo vidas comuns. Os contos de O. Henry são histórias de pessoas reais como aquelas com as quais cruzamos em nosso caminho todos os dias. Neste livro, conhecemos seus amores, seus desejos e seus desencontros, para rir ou chorar junto com elas. ”

 

 

 

1ª SÉRIE EM

 

Tahan, Malba (Profº Júlio César de Mello e Souza). O homem de calculava. Ed. Record.

Um livro envolvendo matemática e que vem sendo consumido com rara avidez há gerações. A matemática recreativa apresentada no livro é, certamente, menos dolorosa que a fria e doutoral ensinada nos colégios. Malba Tahan (pseudônimo do professor Júlio César de Mello e Souza) conseguiu realizar quase que um milagre, uma mágica: unir ciência e ficção e acertar. Seu talento e sua prodigiosa imaginação são capazes de criar personagens e situações de grande apelo popular, o que explica seu imenso sucesso. O homem que calculava é uma oportunidade para os aficionados dos algarismos e jogos matemáticos se deliciarem com os vários capítulos lúdicos da obra. Tahan narra a história de Bereniz Samir, um viajante com o dom intuitivo da matemática, manejando os números com a facilidade de um ilusionista. Problemas aparentemente sem solução tornam-se de uma transparente simplicidade quando expostos a ele. Gráficos facilitam ainda mais a leitura do livro. Uma pequena obra-prima da literatura infanto-juvenil.

 

Cascaes, Franklin. O fantástico na ilha de Santa Catarina. Ed. UFSC. v.1 (Domínio público e disponível na internet)

Esta obra apresenta 24 narrativas escritas por Franklin Cascaes entre 1946 e 1975, e parte destas consta de diálogos entre falantes açoriano-catarinenses pouco ou nada escolarizados da Ilha de Santa Catarina e da faixa litorânea fronteiriça a ela, bem como de relatos feitos por esses falantes.

 

 

 

 

Cruz, Xosé A. Neira. O Arminho dorme. Ed. SM.

Na Florença do século XVI, em pleno berço do Renascimento italiano, a poderosa família Medici recebe um novo membro: Bianca, filha bastarda de Cosimo I. Ela é levada a morar com o pai depois de viver humildemente boa parte da infância ao lado da mãe. Em meio ao luxo e à ostentação, perde a liberdade, e o único consolo é um arminho enjaulado, seu animal de estimação. Bianca terá problemas ao apaixonar-se por Giullio Carmollia, rapaz contrário ao domínio dos Medici.

 

 

Maus. O diário de Anne Frank. Ed. Record.

Um dos livros mais lidos do mundo agora chega ao Brasil em sua primeira edição oficial em quadrinhos, autorizada pela Anne Frank Fonds Basel. O diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947 e faz parte do cânone literário do Holocausto. E agora, pela primeira vez, vem à luz esta edição em quadrinhos. O roteirista e diretor cinematográfico Ari Folman e o ilustrador David Polonsky demonstram com essa adaptação a dimensão e a genialidade literárias da jovem autora. Eles tornam visual o contemporâneo documento histórico de Anne Frank e traduzem o contexto da época no qual foi escrito. Baseada na edição definitiva do diário, autorizada por Otto Frank, pai de Anne – um dos livros mais vendidos do mundo, publicado no Brasil pela Editora Record –, esta versão em quadrinhos torna tangível o destino dos oito habitantes do Anexo durante seus dias no esconderijo.

 

Verne, Jules. Viagem ao centro da Terra. Ed. Sahar.

Em 1863, o impetuoso geólogo e mineralogista Otto Lidenbrock descobre uma mensagem cifrada em caracteres rúnicos descrevendo uma expedição ao interior do planeta. É o suficiente para o enérgico professor se lançar na mesma aventura, acompanhado de seu assistente e sobrinho Axel e do inabalável Hans, guia imprescindível para a empreitada. Rios de lava, mares subterrâneos, os primórdios da vida no planeta, fauna e flora pré-históricos, múmias de homens primitivos… Embarque você também nessa fascinante e extraordinária Viagem ao centro da Terra!

 

Sacks, Oliver. Tio Tungstênio: memórias de uma infância química. Ed. Companhia de Bolso.

A vida de Oliver Sacks é marcada por uma curiosidade fora do comum. Em Tio Tungstênio, ele relembra sua infância, impregnada de recordações sobre o comportamento misterioso dos materiais. Desconfiando de que existiam leis e fenômenos escondidos por trás do mundo visível, o jovem Oliver se perguntava: “Como o carvão podia ser feito da mesma matéria que o diamante? Do que eram feitos o Sol e as estrelas?”. Cada etapa de suas descobertas sobre a luz, o calor, a eletricidade, a fotografia, o átomo, os raios X e a radioatividade é relembrada para conduzir o leitor pela história da química, apresentando as pesquisas e inovações de nomes como Lavoisier, Mendeleiev, Marie Curie, Robert Boyle e Niels Bohr, entre outros. A escrita envolvente de Sacks aproxima poesia e ciência por meio de recordações que são, a um só tempo, investigações intelectuais e episódios de amadurecimento afetivo. As invenções da infância – por exemplo, um experimento com rabanetes para tentar provar a existência de Deus – e os anos traumáticos de colégio interno contribuíram para que ele buscasse refúgio na prática científica. Nascido numa família de cientistas, Sacks encontrou incentivo para sua vocação. Tio Dave fabricava lâmpadas de tungstênio e, na cabeça fantasiosa do menino Oliver, tinha as mãos, os pulmões e os ossos encharcados do metal escuro e pesado. Para as crianças da família, tio Dave era dotado de força e resistência sobre-humanas – era o tio Tungstênio.

 

Leroux, Gaston. The phanton of the opera. Ed. Standfor.

Um romance gótico no cenário da Paris de 1870. Os cantores e bailarinos da Opera House estão apavorados. Alguns acidentes têmacontecido; pessoas têm-se ferido e até desaparecido. Um estranho foi visto nos bastidores – um homem de máscara. Quem será ele? Alguém o conhece?

 

 

 

Wells, H. G.. The invisible man. Ed. Macmillan.

Quando uma pessoa misteriosa chega a uma pequena vila inglesa trajando roupas que cobrem todo o seu corpo, inclusive o rosto, todos os moradores ficam assustados e curiosos. O estranho é um cientista e faz experimentos. Mas o que são eles?

 

 

 

 

 

Poe, Edgar Allan. The black cat and other stories. Ed. Standfor.

Um homem cruel com seu gato. Um príncipe que dança a noite toda enquanto seu povo está morrendo. A visita a um velho colega de escola em sua casa decadente. Três histórias escolhidas da mais estranha e assustadora escrita de Edgar Allan Poe. Não leia esses contos sozinho, e não esqueça de trancar as portas!

 

 

2ª SÉRIE EM

 

moléculas que mudaram a história. Ed. Zahar.

Será que podemos explicar o fracasso da campanha de Napoleão na Rússia, em 1812, por algo tão insignificante quanto um botão? Quando exposto a temperaturas baixas, o estanho se esfarela, e todas as fardas dos regimentos de Napoleão eram fechadas com botões feitos desse material. Com estilo cativante, temperado com diversas histórias curiosas, a professora de química Penny Le Couteur e o químico industrial Jay Burreson fazem uma fascinante análise de 17 grupos de moléculas que, como o estanho daqueles botões, influenciaram o curso da história. Essas moléculas produziram grandes feitos na engenharia e provocaram importantes avanços na medicina e no direito. Além disso, determinaram o que hoje comemos, bebemos e vestimos. Ao revelar as espantosas conexões químicas que unem eventos aparentemente não relacionados, os autores esclarecem que: – Por causa da química, a colônia Nova Amsterdã tornou-se Nova York. – Um contratempo na limpeza da cozinha com um avental de algodão resultou no desenvolvimento dos explosivos modernos e da indústria cinematográfica. – A ânsia dos europeus pela cafeína – um alcalóide que vicia – levou à Revolução Chinesa. – Foi um laboratório químico que, em busca de um analgésico potente, criou a heroína. “Em geral não paramos para pensar na história ou na composição química de especiarias, borracha, nicotina, penicilina ou um sem-número de produtos que mudaram o mundo. Isso é belamente realizado em Os botões de Napoleão, com sua brilhante mescla de química e cultura. O livro é estimulante e de leitura extremamente agradável.”

 

Hatoum, Milton. Dois irmãos. Ed. Companhia de bolso.

Onze anos depois da publicação de Relato de um certo Oriente, Milton Hatoum retoma os temas do drama familiar e da casa que se desfaz. Dois irmãos é a história de como se constroem as relações de identidade e diferença numa família em crise. O enredo desta vez tem como centro a história de dois irmãos gêmeos – Yaqub e Omar – e suas relações com a mãe, o pai e a irmã. Moram na mesma casa Domingas, empregada da família, e seu filho. Esse menino – o filho da empregada – narra, trinta anos depois, os dramas que testemunhou calado. Buscando a identidade de seu pai entre os homens da casa, ele tenta reconstruir os cacos do passado, ora como testemunha, ora como quem ouviu e guardou, mudo, as histórias dos outros. Do seu canto, ele vê personagens que se entregam ao incesto, à vingança, à paixão desmesurada. O lugar da família se estende ao espaço de Manaus, o porto à margem do rio Negro: a cidade e o rio, metáforas das ruínas e da passagem do tempo, acompanham o andamento do drama familiar.

 

Assis, Machado de. Contos (Domínio Público e disponível na internet). Ed. FTD

Dentre os muitos contos que escreveu para jornais e revistas, Machado de Assis selecionou alguns e publicou-os nos seguintes volumes: Contos fluminenses (1870), Histórias da meia-noite (1873), Papéis avulsos (1882), Histórias sem data (1884), Várias histórias (1896), Páginas recolhidas (1899) e Relíquias de casa velha (1906).

 

 

 

 

 

Ramos, Graciliano. Vidas secas (Domínio Público e disponível na internet). Ed. Record.

Lançado originalmente em 1938 e apresentado aqui em novo projeto gráfico, Vidas secas acompanha a trajetória da família de Fabiano, Sinha Vitória, os dois filhos do casal e a cachorra Baleia na fuga do sertão em busca de oportunidades. É o romance em que Graciliano alcança o máximo da expressão que vinha buscando em sua prosa: o que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro.

 

Azevedo, Aluísio. O cortiço (Domínio Público e disponível na internet). Ed. Clarin Claret.

Publicado pela primeira vez em 1890, O cortiço descreve uma habitação coletiva no Rio de Janeiro do final do século XIX. Retrato implacável da sordidez e dos vícios humanos, o livro é uma tese determinista de Aluísio Azevedo, que acredita na suscetibilidade do homem diante de certas forças, como seu meio social, sua raça e sua época. Trata-se da obra-prima do Naturalismo brasileiro e, conforme a afirmação do crítico Antonio Candido, “uma das conquistas definitivas do nosso romance.”

 

 

 

Huxley, Aldous. Admirável mundo novo. Ed. Biblioteca Azul.

Uma sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos, na qual a mera menção das antiquadas palavras “pai” e “mãe” produzem repugnância. Um mundo de pessoas programadas em laboratório, e adestradas para cumprir seu papel numa sociedade de castas biologicamente definidas já no nascimento. Um mundo no qual a literatura, a música e o cinema só têm a função de solidificar o espírito de conformismo. Um universo que louva o avanço da técnica, a linha de montagem, a produção em série, a uniformidade, e que idolatra Henry Ford. Essa é a visão desenvolvida no clarividente romance distópico de Aldous Huxley, que ao lado de 1984, de George Orwell, constituem os exemplos mais marcantes, na esfera literária, da tematização de estados autoritários. Se o livro de Orwell criticava acidamente os governos totalitários de esquerda e de direita, o terror do stalinismo e a barbárie do nazifascismo, em Huxley o objeto é a sociedade capitalista, industrial e tecnológica, em que a racionalidade se tornou a nova religião, em que a ciência é o novo ídolo, um mundo no qual a experiência do sujeito não parece mais fazer nenhum sentido, e no qual a obra de Shakespeare adquire tons revolucionários. Entretanto, o moderno clássico de Huxley não é um mero exercício de futurismo ou de ficção científica. Trata-se, o que é mais grave, de um olhar agudo acerca das potencialidades autoritárias do próprio mundo em que vivemos. Como um alerta de que, ao não se preservarem os valores da civilização humanista, o que nos aguarda não é o róseo paraíso iluminista da liberdade, mas os grilhões de um admirável mundo novo.

 

Stevenson, Robert Louis. The strange case of Dr. Jekyll and Mr. Hyde. Ed. Standfor.

Dr. Jekyll tem uma vida confortável em Londres. Ele vive bem e tem muitos amigos. Mas um dia, uma nova pessoa estranha, o Sr. Hyde, torna-se parte de sua vida, visitando sua casa e usando seu dinheiro. O Sr. Hyde é um homem pequeno, ele prefere sair à noite, e ninguém sabe de onde ele vem. Muitas pessoas têm medo dele. Então, por que o Dr. Jekyll é amigo do Sr. Hyde?

 

 

 

 

Austen, Jane. Pride and prejudice.Ed. Standford.

Há cinco filhas na família Bennet, e todas elas precisam encontrar um marido. Quem será que vai se casar com elas? Talvez a melhor novela de Jane Austen, Pride and Prejudice é amada por milhões de leitores.

 

 

 

 

Nicolls, David. One day. Ed. Macmillan.

Emma e Dexter se conheceram na sua noite de formatura e a amizade ali formada se estende pelos anos, acompanhando as mudanças nas vidas de cada um. One Day é uma comovente história de amor que se passa ao longo das décadas de 80,90 e dos anos 2000.

 

 

 

 

 

 

3ª SÉRIE EM

 

Os títulos das obras para o vestibular serão informados pelas Universidades, UFSC e UDESC. Nós os destacaremos na página da Biblioteca, em “Dicas para o vestibular 2020/2021”.